Produção de Bijuterias e Biojoias - Publicada em: 14/08/2013

  • 1 - APRESENTAÇÃO DO NEGÓCIO
  • 2 - FICHA TÉCNICA DA ATIVIDADE
  • 3 - SUMÁRIO EXECUTIVO
    Geral:
    As fábricas de bijuterias estão inseridas no mercado da moda e sujeitas, portanto, ao dinamismo do próprio segmento. Da mesma forma que as coleções de estilistas famosos no campo das confecções, as bijuterias possuem elementos integrados que obrigam os fabricantes a estar constantemente antenados com os lançamentos de novas matérias-primas, a criatividade dos designers e a moda estimulada pela televisão e artistas em geral. O crescimento do segmento nos próximos anos vem do otimismo do setor de moda como um todo. Uma parcela importante desse crescimento deve-se aos reflexos dos investimentos realizados para a Copa das Confederações da FIFA 2013, da Copa do Mundo da FIFA 2014 e das Olimpíadas de 2016, que permitem perceber o crescimento do emprego e da renda do brasileiro.
    Tendências e Oportunidades:
    • Economia e segmento em expansão: O crescimento da renda e a participação cada vez maior no consumo dos produtos de moda pelas classes C e D são indicativos favoráveis às expectativas de fortalecimento do segmento nos próximos anos, fruto dos investimentos previstos para os grandes eventos que serão realizados em 2013, 2014 e 2016 no Brasil.
    Clientes:
    • Consumidores finais e canais de distribuição: O mercado de bijuterias atinge todas as classes sociais, mas predominam as classes C e D pelo seu apelo comercial mais evidente. Já as biojoias têm um público consumidor mais exigente e quase sempre de renda mais elevada, estando entre os consumidores das classes B e A. Em ambos os casos, as mulheres predominam no consumo, com pouca participação dos homens na aquisição de artigos específicos.
    Produtos e Serviços Demandados:
    • Principais demandas: Os produtos mais demandados no segmento de bijuterias e biojoias são anéis, colares, pulseiras e brincos. A produção de artigos com produtos naturais, tanto da fauna e flora brasileira quanto de minerais, além da utilização de matérias-primas artesanais, favorece a criação de bijuterias e biojoias exclusivas e tem um elevado apelo comercial principalmente por consumidores do exterior.
    Concorrência:
    • Concorrentes: A concorrência no segmento de bijuterias é bastante elevada visto que, nos últimos anos, as empresas que distribuem as principais matérias-primas e insumos para fabricação do produto prestam orientação, através de cursos ou de manuais, inclusive pelos sites das empresas, para montagem de bijuterias. Esta condição, embora seja um facilitador na preparação do pessoal da empresa, eleva o nível de concorrência, já que os funcionários são potenciais concorrentes em função da facilidade de aprendizado, de aquisição de materiais para produção e até da simplificação dos equipamentos para produção manual ou artesanal das bijuterias. 
    Canais de Comercialização:
    • Demanda estimulada: Os principais canais de distribuição até as consumidoras estão representados pelas lojas de varejo que adquirem os produtos diretamente dos fabricantes ou de atacadistas, representantes e distribuidores. Neste sentido, os fabricantes devem estar apoiados em sites bem-elaborados, com fotos de qualidade superior e capazes de viabilizar as compras por esse meio. Além desses canais, deve-se dispor de vendedores especializados e apoiados pelos produtos que serão demonstrados e por catálogos bem-produzidos, que devem refletir a qualidade da peça e a variedade de produtos.
    Dica do Especialista:
    A Copa das Confederações da FIFA 2013 e a Copa do Mundo da FIFA 2014 representam oportunidades únicas paras as pequenas empresas ocuparem espaço significativo nesse mercado. Além de estimular vendas imediatas através da produção de artigos licenciados ou específicos para a época, esses eventos possibilitam maior visibilidade dos artigos, fortalecendo os canais de distribuição da empresa. A parceria com empresas de confecção e de bolsas e calçados também cria ambiente favorável para distribuição dos produtos num mercado mais amplo e previamente identificado.
    Para mais detalhes, acesse o material completo (clique aqui).
  • 4 - DIVULGAÇÃO
  • 5 - MERCADO
  • 6 - CANAIS DE COMERCIALIZAÇÃO
  • 7 - ESTRUTURA
  • 8 - LOCALIZAÇÃO
  • 9 - EQUIPAMENTOS
  • 10 - TECNOLOGIA
  • 11 - PESSOAL
  • 12 - CUSTOS
  • 13 - CAPITAL DE GIRO
  • 14 - FONTES DE RECURSOS
  • 15 - PLANEJAMENTO FINANCEIRO
  • 16 - DICA DO ESPECIALISTA
  • 17 - LEGISLAÇÃO GERAL E ESPECÍFICA
  • 18 - SOLUÇÕES SEBRAE
  • 19 - FEIRAS E EVENTOS
  • 20 - SITES ÚTEIS
  • 21 - Glossário
  • 22 - Bibliografia Complementar
  • 23 - Anexo - Requisitos de Contratação do Segmento
  • 24 - Expediente

Mais populares

COMPARTILHE

E receba em seu e-mail informações atualizadas sobre o Brasil e a Copa em 2014.